terça-feira, 22 de outubro de 2013

Jedicon 2013 - Evento reúne fãs de Star Wars

  

  Um ano já se passou e pelo segundo ano seguido fomos conferir mais uma edição da Jedicon no Rio de janeiro. O evento para reunir fãs de Star Wars, que a cada ano vem ganhando mais popularidade entre os fanáticos pela saga no Brasil todo, chega mais uma vez ao Planetário do Rio, local mais que apropriado e que pela segunda vez é palco para o evento realizado pelo CJRJ (Conselho Jedi do Rio de Janeiro).

  
  Ano passado já estivemos por lá para conferir e vimos a quantidade de fãs que o evento era capaz de reunir (veja a postagem sobre a Jedicon 2012), tendo conseguido um público de 7.000 pessoas! Esse ano, os organizadores que foram pegos de surpresa no ano passado com a quantidade de gente, utilizaram uma área maior do Planetário, conseguindo assim deixar o espaço do evento mais amplo e com menos concentração de pessoas. 

Mais uma vez o evento foi um sucesso, muitos Jedis, Padawans, princesas Léia, e muitos outros personagens da saga desfilaram em fantasias e cosplays que passeavam pelo local e com as modificações na organização do espaço, apesar de terem recebido mais pessoas que ano passado, tudo correu muito tranquilo, com todos podendo aproveitar muito bem cada local e cada momento do evento.

  

  Segundo Henrique Granado, membro do CJRJ e um dos organizadores do evento: "Em comparação com os outros anos do evento, esse se tornou algo astronômico, porém continua sendo feito com o mesmo carinho e paixão dos fãs de Star Wars que começaram essa jornada." 
  
  Sobre a nova organização de espaço do evento Henrique pontuou: "Esse ano estávamos preparados. Ampliamos em quase duas vezes a área do evento com a área externa do planetário, fizemos uma tenda climatizada para poder levar os estandes para a parte externa, enfim adotamos estratégias para o conforto do público. Tudo deu muito certo e essa já é a grande vitória, independe dos números". - vitória que se refletiu em número também, já que a edição desse ano contou com a presença de mais de 10.000 pessoas, superando a do ano passado.

  Além dos clássicos estandes de vendas que disponibilizam desde action figures e brinquedos da série, até chocolates feitos com personagens e objetos dos filmes. O Evento também contou com praça de alimentação própria, área de jogos eletrônicos e vídeo games, exibições de vídeos, além da Arena Jedi, onde os fãs podem simular uma luta com sabres de luz.

  
  
  A participação das empresas no evento também estão aumentando. A NET pela primeira vez participando, foi o principal patrocinador do evento. Além do apoio da prefeitura através do espaço do Planetário e algumas outras como a Seven Computação Gráfica, que além de participar no estande de games, montou uma atração bem diferente. Com uma câmera fotográfica e um fundo verde onde os fãs podiam tirar uma foto, que com uma manipulação de efeitos visuais em um computador, que estava no local, teriam uma foto como se estivessem no ambiente do filme, inclusive com um sabre de luz (na foto a cima mãe e filho fazem foto para se tornarem Jedis)!
   
  Outro destaque do evento são as palestras que acontecem durante todo o dia, sempre com temas de alguma forma relacionadas a franquia de filmes, porém com assuntos bem variados que vão desde naves espaciais, literatura de ficção, e conhecimento sobre o espaço sideral, até assuntos sobre games, cinema e até algumas de humor que contaram com a presença do humorista Fernando Caruso (Cilada.com ), fã assumido de Star Wars e que já utilizou muita vezes referências do filmes em seu trabalho.
  
  Um dos assuntos mais comentados desse ano foi (é claro) a compra da franquia Star Wars pela Walt Disney, que já anunciou a continuação da série e que já tem o novo filme anunciado para 2015, com o retorno de grande parte do elenco e personagens da série clássica e que terá direção de J. J. Abrams, o que também já causou certa polêmica pelo diretor ter estado a frente do recém lançado Além da Escuridão: Star Trek, que não foi bem aceito pelo fãs de Star Trek.
  
  O crítico de cinema e psicólogo Eduardo Miranda, falou sobre o assunto em sua palestra bem intitulada, Tenho medo de Rato!, onde foi explicado que o medo do crítico é dos ratos que possam querer se aproveitar da nova oportunidade com a Disney para projetar sua carreira e não do querido Mickey Mouse.
  
  Na palestra que correu toda nesse tom muito bem humorado, Eduardo deixou claro que acredita na nova franquia, desde que seja feito um trabalho consciente e dedicado à série e não a interesses externos. 
  
  
  "Eu acho que o novo filme, contando com inteligencia das pessoas por trás do projeto, tem tudo para juntar os dois tipos de universos das histórias e de fãs em um só. Ele vai ter material da série clássica, com a possibilidade de novos personagens e novos efeitos visuais. Esse é o momento de fazer essa convergência na Força e trazer todo mundo de volta para gostar de Star Wars como uma coisa só, sem diferenças de gerações".
  
  Além de fanático pela série, Eduardo participa da Jedicon desde seu início e sobre o crescimento do evento comentou: "O CJRJ conseguiu, através da Jedicon, juntar esse público de fãs do Guerra nas Estrelas. É uma honra pra mim ver esse evento tomando proporções profissionais e uma emoção poder participar disso".
  
  Outra palestra interessante para a galera cinéfila foi sobre o documentário que está sendo produzido sobre o Conselho Jedi do Rio de janeiro, intitulada Jedi Carioca - A Trajetória do CJRJ. O longa tem a produção da Escaravelho Filmes e a palestra contou com os produtores Felipe Trotta e Afonso Henrique, além do diretor e produtor Helvecio Parente e do diretor Oswaldo Lopes Jr (Roteirista da série Confissões de adolescente). 
  

  Segundo a equipe, o filme procura contar a história do CJRJ de forma interessante e mostrando a paixão desses fãs que criaram esse grupo que cada vez cresce mais no país e que a intenção não é fazer apenas um filme para fãs, que existe a preocupação em ser interessante de forma a atrair também os que não conhecem bem a história do Conselho e até mesmo os que ainda não conhecem bem a franquia de filmes, podendo inclusive atrair futuros fãs para a série de filmes de George Lucas. Pensam também em atrair fãs de outras franquias, trazendo representantes de outros fã clubes que se inspiraram no Conselho Jedi.

  
  Helvecio que, apesar de já ter atuado em alguns filmes e outras produções ligados a área musical, faz sua estreia com um longa de documentário, admite que ainda não está muito acostumado ao ambiente cinematográfico: "Eu tenho experiência com música, com o cinema não tenho muita. Porém com a parte mais técnica, conto com a ajuda do Oswaldo, que além de diretor de cinema e grande amigo , é uma enciclopédia de Star Wars. 
  
  Oswaldo que, além de diretor e roteirista, é Professor de História do cinema na PUC-Rio, certamente é um embasamento de peso na direção do documentário e além de contar com o suporte técnico do amigo, Helvécio ressalta: "O que eu não entendo da parte técnica de fazer documentário, compenso pelo fato de ser muito fã de Star Wars desde moleque, isso me ajuda muito na hora de pensar o documentário".
  
  Outras palestras também passaram pelos dois auditórios do planetário - que segundo Henrique Granado adotou o Conselho Jedi e abraçaram a ideia da Jedicon - como a do crítico de cinema da revista Preview e estudioso da saga de George Lucas, André Gordirro, além de uma sobre os jogos da LucasArtes e até uma sobre truques Jedi com o mentalista, Leonardo Martins.
  
  
  
  Não poderia faltar o aguardado concurso de cosplays que premia as melhores fantasias do evento e que conta com a fofíssima categoria infantil, onde as crianças mostram suas fantasias e recebem prêmios para estimular os pequenos fãs a continuarem curtindo os filme e a serem criativos desde cedo. Além é claro de presentear os vencedores entre os adultos com cobiçados prêmios. Os mais populares como sempre eram os Jedis, na sua maioria com Anakins, Lukes e um ou outro Obi-Wan Kenobi, já entre as mulheres e meninas a favorita continua sendo a princesa Leia, seja na versão escrava ou de vestido branco. 

  Porém segundo os jurados o que pesou na decisão foi a originalidade e a escolha dos vencedores acabou ficando com aqueles que resolveram inovar no visual. Portando #FicaDica pra quem quiser tentar algum prêmio nos próximos anos. 

  
  

                                           (Veja mais fotos de cosplays e do evento na galeria de imagens) 
   
  Conversamos com o cosplayer profissional e um dos criadores do site Abacaxi Voador (junto com Henrique Granado), Alexandre Rocha, que a vários anos participa e faz parte da equipe que se veste para tirar fotos com o público durante o evento. Que nos falou sobre a importância da participação das crianças: "A nova trilogia, apesar das reclamações dos fãs clássicos, está ajudando nesse ponto de trazer as crianças para os eventos. Fico muito contente de ver as crianças participando, porque quando eu era criança e queria ter esse contato com Star Wars, não tinha nada e hoje você vê que é um programa da família. É uma influência que passa de pai pra filho e muitas vezes também ao contrário, de filho pra pai".
  
  
  Ele mesmo tendo um filho que vai aos eventos e participa do cosplay infantil, lembra muito bem: A criança precisa ser criança e essa liberdade de ser um personagem, viver um herói com toda inocência dessa idade, é muito saudável. Meu filho vem vestido e participa das competições. Eu incentivo, mas nem precisaria, parece ser algo que já está na veia. - comenta o fã e pai, que diz se sentir uma inspiração para as futuras gerações e que isso o completa.
  
  A noite foi encerrada com uma apresentação da banda Stormtroopers do Sucesso, com temas clássico de games, trilhas de filmes famosas e principalmente as mais famosas canções do universo de Guerra nas Estrelas, obviamente. A banda além de apresentar um som gostoso de ouvir, com aquele tom de nostalgia, se apresenta pela quarta vez na Jedicon e pode ser quem vai fazer a trilha sonora do documentário que comentamos anteriormente, já que além da qualidade do som e da habilidade com trilhas sonoras, tem Helvecio Parente (diretor do documentário) como tecladista.
  
  
  
       (Em breve um trecho do show dos Stormtroopers do Sucesso aqui para vocês, fiquem ligados)
  
  Essa foi mais uma cobertura da equipe do CA pra vocês em mais um ano de Jedicon, espero que todos tenham gostado, quem foi no evento, deixem suas opiniões, impressões e sugestões ai em baixo nos comentários e quem não foi, não precisa ficar triste, ano que vem tem mais! É só ficar ligado pelo nosso Twitter e pela Fanpage, além de poder se associar ao Conselho Jedi RJ através do site www.jedirio.com.br, receber todas as informações, e também ficar sabendo de todos os eventos que acontecem durante o ano, além da Jedicon e ter vantagens exclusivas para associados.
  
  Então o que estão esperando, compartilhe a informação com seus amigos, já se preparem para o ano que vem e... Que a Força esteja com você!!!
  
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentem aí, suas opiniões são bem vindas e fazem o CA bem mais divertido, mas mantenham o bom senso ok? Perguntas serão respondidas sempre que possível...