sábado, 23 de novembro de 2013

A Comédia mais aguardada do ano: Até Que A Sorte Nos Separe 2!


  A comédia nacional Até Que A Sorte Nos Separe ganha sua sequência e seu primeiro trailer. Nele, Tino e sua esposa recebem a notícia de que são herdeiros de um tio que acaba de falecer. Esse filme tá me parecendo muito com Um Parto de Viagem. Algumas coisas, pelo menos. O tio em questão, quer que as cinzas dele sejam jogadas no Grand Canyon, coisa que pra eles não é complicado, afinal eles estão ricos. Só que eles aproveitam a deixa e vão parar em Las Vegas, resolvem se casar por lá.
  
    O elenco dessa vez muda um pouco com a saída de Danielle Winits e entrada de Camila Morgado (Olga) no seu lugar como Jane, a companheira de Tino nessa aventura que sempre chega ao fundo do poço. O que na teoria já é uma melhoria em relação ao primeiro, já que a Dani não esteve muito bem no papel. Além disso, as locações do longa foram no Rio de Janeiro e também em Las Vegas, com a participação do ícone da comédia norte americana Jerry Lewis, famoso por seus filmes e séries, mas principalmente nas décadas de 60, 70 e 80 e que inclusive terá referência ao filme estrelado por ele em 1960, O Mensageiro Trapalhão.
  
  O filme conta ainda com a participação de Anderson Silva (Anderson Silva - Como Água), Berta Loran (Cama de Gato), Rodrigo Sant'anna (2013 menos 1), Arlete Salles (Diários de Motoclicleta), entre outros.
    
  Pela segunda vez teremos Roberto Santucci dirigindo o longa.  A estreia está prevista para o dia de natal: 25 de dezembro. Vamos aguardar ansiosamente por essa comédia. Sim ou Sim?
  
  Enquanto isso, nos deliciamos com o recente trailer do filme, que já dá uma ideia do que podemos esperar! Muitas risadas!!! 
    
  
               

Separei algumas imagens inéditas do filme que vocês podem conferir na galeria da nossa Fanpage! Para continuar conferindo todas as novidades do cinema, sigam a gente no  @CinefilaArte

sábado, 16 de novembro de 2013

Crítica da Semana -- Capitão Phillips


   
  O Capitão Nascimento da Marinha Americana
  
  Lá vem Hollywood com seus filmes "baseados em fatos reais" novamente, mas, com uma surpresa na mala ou melhor no navio. Este filme consegue superar todas as expectativas até dos mais otimistas em relação ao contexto, afinal a história é muito simples conta sobre o momento heroico do Capitão Phillips que apesar de toda experiência que possui se encontra na meia idade e tem seu navio de transporte de cargas atacado por piratas desesperados que não tem nada a perder.  
  
  O filme é adaptado do livro A Captain's Duty escrito pelo próprio Capitão Richard Phillips que em 2009 teve seu navio, o Maersk Alabama, sequestrado por piratas na Somália.
  
  Inicialmente parece algo óbvio, mas, as próprias circunstancias vão mudando a cada momento, tornando o filme cada vez mais tenso, imprevisível e nos deixando mais agoniados a cada minuto.

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Crítica da Semana -- Meu Passado me Condena - O Filme


  
  A comédia brasileira em alta nos cinemas 

  Vindo de um seriado no Multishow, Meu Passado me Condena é sucesso na tv e acaba de ganhar uma adaptação para os cinemas. Tati Bernardi é a roteirista da série e também assume essa função no longa, fazendo seu primeiro trabalho para os cinemas. A ideia dela e da diretora Julia Rezende (que também sai da série, para sua estreia em um longa) de fazerem um humor sobre lua de mel de duas pessoas que se casam depois de um mês que se conhecem, ficou interessante, já que as duas tiveram a brilhante ideia de fazer esse filme como uma extensão do seriado, sendo que tudo voltado a uma comédia diferente, o roteiro do filme teve conteúdo próprio, não deixou a desejar nem perdeu o foco e acredito que essa tenha sido uma das grandes preocupações das duas.
  
  Eu curti muito a ideia  de não mudar completamente o nome dos personagens, Fábio Porchat (O Concurso) continua sendo "Fábio",  Miá Mello (Cilada.com)  sendo "Miá", o que já facilita o reconhecimento deles para o publico que os admira. Gostei bastante da imagem do filme, a fotografia está maravilhosa, o áudio ficou bom. Não teve cenas escuras, levando em consideração que se passa num cruzeiro, o que pra mim é um ponto positivo e vale ressaltar.